segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Antissemitismo


Shalom,

É impressionante onde chega a ignorância humana,, principalmente se tratando de assuntos espirituais. Navegando na internet, encontrei esse link:
http://www.pastorjoao.com.br/analise_igreja/igreja_judaizante.htm

E fiquei tão espantado com a ignorância dessa pessoa, que tinha que responder aos seus argumentos podres. Vamos lá:

Ele enfrentou os demais apóstolos de seus dias que exigiam que os novos convertidos gentios fossem circuncidados.

Então Sha'ul foi contra os demais shelichim, causando dissensão no corpo do Mashiach, discórdia e contrariando o Tanach que diz:

"hinei ma tov umanaim shevet achim gam yachad"

Tehilim 133.1

Além do que, que autoridade teria Sha'ul de contrariar todo o concílio dos Shlichim, se realmente fosse verdade que os demais emissários exigiam que os crentes gentios fossem circuncidados ? A pessoa escreveu e não leu... vamos ver o que diz a bíblia:

"Alguns indivíduos que desceram de Yehudah ensinavam aos irmãos: Se não vos circuncidardes segundo o costume de Mosheh, não podeis ser salvos. Tendo havido, da parte de Sha'ul e Bar Naba, contenda e não pequena discussão com eles, resolveram que esses dois e alguns outros dentre eles subissem a Yerushalaim, aos apóstolos e presbíteros, com respeito a esta questão. Enviados, pois, e até certo ponto acompanhados pela igreja, atravessaram as províncias da Fenícia e Shomron e, narrando a conversão dos gentios, causaram grande alegria a todos os irmãos.

Tendo eles chegado a Yerushalaim, foram bem recebidos pela igreja, pelos apóstolos e pelos presbíteros e relataram tudo o que D-us fizera com eles. Insurgiram-se, entretanto, alguns da seita dos fariseus que haviam crido, dizendo: É necessário circuncidá-los e determinar-lhes que observem a lei de Mosheh. Então, se reuniram os apóstolos e os presbíteros para examinar a questão. Havendo grande debate, Kefah tomou a palavra e lhes disse: Irmãos, vós sabeis que, desde há muito, D-us me escolheu dentre vós para que, por meu intermédio, ouvissem os gentios a palavra do evangelho e cressem. Ora, D-us, que conhece os corações, lhes deu testemunho, concedendo o Espírito Santo a eles, como também a nós nos concedera. E não estabeleceu distinção alguma entre nós e eles, purificando-lhes pela fé o coração. Agora, pois, por que tentais a D-us, pondo sobre a cerviz dos discípulos um jugo que nem nossos pais puderam suportar, nem nós? Mas cremos que fomos salvos pela graça do Senhor Jesus, como também aqueles o foram.

E toda a multidão silenciou, passando a ouvir a Bar Naba e a Sha'ul, que contavam quantos sinais e prodígios D-us fizera por meio deles entre os gentios. Depois que eles terminaram, falou Ya'akov, dizendo: Irmãos, atentai nas minhas palavras: expôs Shim'on como D-us, primeiramente, visitou os gentios, a fim de constituir dentre eles um povo para o seu nome. Conferem com isto as palavras dos profetas, como está escrito: Cumpridas estas coisas, voltarei e reedificarei o tabernáculo caído de David; e, levantando-o de suas ruínas, restaurá-lo-ei. Para que os demais homens busquem o Senhor, e também todos os gentios sobre os quais tem sido invocado o meu nome, diz o Senhor, que faz estas coisas conhecidas desde séculos. Pelo que, julgo eu, não devemos perturbar aqueles que, dentre os gentios, se convertem a D-us, mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, bem como das relações sexuais ilícitas, da carne de animais sufocados e do sangue.
"

Atos 21.1-20

Agora eu pergunto: Quem decidiu o que ? Foi a visão distorcida que essa pessoa tem do rabino Sha'ul ? Ou foram os líderes do concílio judaico-messiânico ?

Segundo o texto bíblico, Sha'ul era submisso aos líderes do judaísmo messiânico, pois ele mesmo foi levar a questão a Kefah e a Ya'akov para que julgassem, exercendo o que Yeshua disse em Matityahu (Mateus) 16.19, quando deu autoridade a Shim'on Kefah bar Yonah de decidir quais rumos os crentes deveriam seguir. Isso é algo muito comum no judaísmo, e mesmo na Torah isso acontecia.

Vemos outro exemplo de submissão de Sha'ul em Atos 21, quando ele volta a Yerushalaim:

"e foram informados a teu respeito que ensinas todos os judeus entre os gentios a apostatarem de Mosheh, dizendo-lhes que não devem circuncidar os filhos, nem andar segundo os costumes da Torah. Que se há de fazer, pois? Certamente saberão da tua chegada. Faze, portanto, o que te vamos dizer: estão entre nós quatro homens que, voluntariamente, aceitaram voto; toma-os, purifica-te com eles e faze a despesa necessária para que raspem a cabeça; e saberão todos que não é verdade o que se diz a teu respeito; e que, pelo contrário, andas também, tu mesmo, guardando a lei. Quanto aos gentios que creram, já lhes transmitimos decisões para que se abstenham das coisas sacrificadas a ídolos, do sangue, da carne de animais sufocados e das relações sexuais ilícitas. Então, Sha'ul, tomando aqueles homens, no dia seguinte, tendo-se purificado com eles, entrou no templo, acertando o cumprimento dos dias da purificação, até que se fizesse a oferta em favor de cada um deles."

Atos 21.21-26

O que vemos nesse texto ? Que desde aquela época, o rabino Sha'ul era difamado como acontece ainda hoje (e o primeiro tópico dessa refutação é a prova disso), pois diziam que ele ensinava as pessoas a se apartarem da Torah, o que de forma alguma era verdade. Para ele provar então que nada disso era verdade, os líderes decidiram que ele deveria fazer o voto de nazireado, o que ele prontamente acatou, mostrando humildade, disciplina e submissão às autoridades rabínicas messiânicas. Será que ainda existe alguma dúvida ?

eliminou a prática da circuncisão, uma regra de vida estabelecida para sempre aos israelenses no pacto feito entre Deus e Abraão.

Israelenses no pacto de D-us e Avraham Avinu ?! Será que havia palestinos também ? A pessoa é tão ignorante que não sabe a diferença entre israelenses e israelitas, além do mais, não havia Israel na época de Avraham, apenas Yitzchak e Yishma'el. Alguém está precisando ler um pouquinho mais as escrituras antes de vomitar suas besteiras por aí...

Nesta sua decisão Paulo enfrentou a tradição do povo judeu acatando uma determinação divina.

Será mesmo ? O que dizem as escrituras sobre essa débil tentativa de transformar judeus em cristãos ? Vejamos:

"Três dias depois, ele convocou os principais dos judeus e, quando se reuniram, lhes disse: Varões irmãos, nada havendo feito contra o povo ou contra as tradições dos pais, contudo, vim preso desde Jerusalém, entregue nas mãos dos romanos;"

Ma'assei haShlichim 28.17

Ele conheceu a mente do Espírito e entendeu que a prática da circuncisão abortaria a expansão do evangelho da graça e levaria aos povos gentios um evangelho de lei.

Conheceu a mente do espirito ?! Mais uma vez, vamos às escrituras:

"Pois quem conheceu a mente do Senhor, que o possa instruir? Nós, porém, temos a mente de Cristo."

I Corintios 2.16

Se a circuncisão fosse mantida, nos dias de hoje cada pastor e missionário deveria ser médico, montar uma clínica, não um lugar de reuniões para poder circuncidar os novos crentes.

A ignorância da pessoa beira o precipício do absurdo, pois dizer que um líder deve ser médico para que hajam circuncisões ? Será que a pessoa acha mesmo que todo rabino ou rosh kehilah é um médico ? As pessoas deveriam aprender antes de dizer tamanhos absurdos. Os rabinos não precisam ser médicos, não precisam ser mohalim mpara serem líderes, e nem por isso os israelitas ficam sem ser circuncidados ao 8º dia de seu nascimento, pois nas congregações existem pessoas capacitadas (mohel) para realizar as circuncisões.

Se a prática fosse mantida a igreja não seria o que é.

Não mesmo, se o mandamento (e não prática) da circuncisão fosse cumprido, os judeus evangélicos e seus filhos seriam circuncidados, e provavelmente estariam muito mais próximos do chamado que o Eterno lhes deu. Agora se a pessoa acha que todo mundo deve ser circuncidado, então ela precisa ler mais as escrituras realmente.

"Chegou também a Derbe e a Listra. Havia ali um discípulo chamado Timóteo, filho de uma judia crente, mas de pai grego; dele davam bom testemunho os irmãos em Listra e Icônio. Quis Sha'ul que ele fosse em sua companhia e, por isso, circuncidou-o por causa dos judeus daqueles lugares; pois todos sabiam que seu pai era grego."

Ma'assei 16.1-3

Vemos Sha'ul dando testemunho para todos os seus irmãos yehudim, de que os judeus crentes continuavam a observar os mandamentos, mas uma mente cauterizada por milênios de desvios, não consegue enxergar as escrituras com os olhos que o Eterno deseja.

A circuncisão é feita no coração, não no prepúcio. Ponto para Paulo.

Quando eu leio esse tipo de texto, fico espantado em ver como as pessoas dão mais crédito a uma versão distorcida do rabino Sha'ul, do que ao próprio Eterno que instituiu a brit milá.

A guarda de festas, alimentos e dias especiais. Para Paulo ficou encravada na cruz a lei e os mandamentos que restringiam certos alimentos e condenavam o homem.

A mesma resposta de cima, vemos que a pessoa disse "Para Paulo ficou encravada na crus a lei e os mandamentos..." aí eu pergunto, e para D-us ? Será que haShem concorda com essa sombra de Sha'ul que os anomistas inventaram ? A quem devemos ouvir então ? Será que devemos ouvir esses "paulos", que na verdade não são o verdadeiro ? Ou devemos ouvir ao Eterno que diz:

"Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração; tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te. Também as atarás como sinal na tua mão, e te serão por frontal entre os olhos. E as escreverás nos umbrais de tua casa e nas tuas portas. "

Devarim 6.6-9

E então, a quem devemos ouvir ? Na segunda parte do argumento acima, diz que havia leis e mandamentos que restringiam certos alimentos e condenavam o homem. Quem que condena o homem ? O cumprimento dos mandamentos ou o não cumprimento ? Se o homem cumprir os mandamentos será condenado ? Ou será condenado se ele deixar de cumprir ? Vamos deixar as escrituras responderem novamente ?

"Eis que, hoje, eu ponho diante de vós a bênção e a maldição: a bênção, quando cumprirdes os mandamentos do SENHOR, vosso D-us, que hoje vos ordeno; a maldição, se não cumprirdes os mandamentos do SENHOR, vosso D-us, mas vos desviardes do caminho que hoje vos ordeno, para seguirdes outros deuses que não conhecestes."

Devarim 11.26-28

E já me adiantando aqueles que responderão: "mas o homem é falho, e não consegue cumprir os mandamentos..." E louvo ao Eterno por ter nos deixado escrituras que tem respostas para tudo !!! Vejamos:

"Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Yeshua haMashiach, o Justo;"

I Yochanan 2.1

E segundo o mesmo Yochanan na mesma carta:

"Todo aquele que pratica o pecado também transgride a lei, porque o pecado é a transgressão da lei."

I Yochanan 3.4

Então, vemos o que realmente condena o homem...

Quanto às festas israelenses elas eram sombra do Cristo que viria, sombras da igreja e não têm mais razão de ser.

Festas israelenses ?! Será que a igreja antigamente comemorava Yom haAtzmaut (Dia da Independência do Estado de Israel)? Mais uma vez, vemos que essa barbaridade toda se resume em uma única palavra: Ignorância !!!

Mas e a páscoa? A páscoa era uma figura de Cristo, celebrada sempre que se come do pão e bebe-se do cálice.

Ué, mas ele disse a mesma coisa das outras festas, e completou dizendo que não tem mais razão de ser... e agora ?

A idéia de que Israel é uma terra santa e que a cidade de Jerusalém é a santa cidade. Jerusalém é uma figura da igreja; Israel figura do povo de Deus. O Israel natural, a terra e as cidades para onde nossos irmãos peregrinam periodicamente não são santos. Ao contrário, Israel é uma terra tão pervertida como qualquer nação que abandona as leis do Senhor.

Depois de quase vomitar lendo essas linhas, me deparei com a frase: "Israel é uma terra tão pervertida como qualquer nação que abandona as leis do Senhor", Cheguei à conclusão que esse senhor sobre de alguma doença mental, pois ele vem dizendo que as leis não mais se aplicam, que devem ser abandonadas, e diz agora que Israel é uma nação pervertida por abandonar as leis de haShem ? alguém deve internar essa pessoa, ela me parece perigosa para a sociedade....

quanto às primeiras linhas, se alguém me mostrar na bíblia, eu passo a acreditar....

Quem já foi a Israel deve ter notado que tudo ali é a peso de dinheiro e que os chamados locais “santos” servem apenas como fonte de renda para os judeus e para os organizadores das caravanas.

Um criminoso !!! Antissemitismo é crime, como qualquer outro tipo de discriminação!!! Mesmo porque o Estado de Israel é laico, ou seja, não tem nenhuma ligação com a religião judaica, portanto os "judeus" não tem nada a ver com o turismo na Terra Santa.

Mas, como Deus vê Jerusalém? Basta ler Apocalipse 11.8 que fala de um acontecimento escatológico: “o seu cadáver ficará estirado na praça da grande cidade que, espiritualmente, se chama Sodoma e Egito, onde também o seu Senhor foi crucificado”.

Fiquei confuso aqui, pois ele está falando de Yerushalaim, a Cidade do Grande Rei, mas depois fala de S'dom e Mitzraim, onde Yeshua foi crucificado... obviamente o texto fala de forma poética e velada, e em nenhum momento fala sobre Yerushalaim.

Deus não vê Jerusalém como cidade santa; aos olhos de Deus a cidade não passa de uma grande Sodoma – cidade promíscua – e de Egito, terra de escravidão. Paulo compara a igreja com o Israel natural em Gálatas 4.23-29. Santa para Deus é a Jerusalém celestial, a igreja.

Lembremo-nos do texto que diz:

"Orai pela shalom de Yerushalaim, prosperarão aqueles que te amam"

Tehilim 122.6

Já sabemos então que esta pessoa não prosperará pelas mãos do Eterno, pois as escrituras não falham !!!

Mas nossos irmãos vão a Israel e acham que o azeite de lá tem poder curativo e é mais eficaz para se ungir que o daqui; que a água do Jordão é santa e enchem ou compram vidrinhos de água, trazem terra, amuletos diversos, enriquecendo o Israel natural.

E fazem muito bem, pois o Eterno prometeu a Avraham que abençoaria todos aqueles que abençoassem a ele (Bere'shit 12.2), e disse que amaldiçoaria quem amaldiçoasse Avraham, portanto...

A bandeira de Israel. Pois vejo a bandeira de Israel hasteada nos templos, às vezes em detrimento do pavilhão nacional, o que é uma lástima, pois implantam na mente do povo preconceito racial. É um desrespeito aos nossos irmãos na fé que estão no Egito, na Jordânia, na Síria, Líbano e países do Oriente Médio historicamente inimigos dos judeus.

Está escrito:

"Se eu de ti me esquecer, ó Jerusalém, que se resseque a minha mão direita. Apegue-se-me a língua ao paladar, se me não lembrar de ti, se não preferir eu Jerusalém à minha maior alegria."

Tehilim 137.5-6

Como podemos não lembrar de Yerushalaim ? Judeus e gentios devem ter lembranças de Israel, devem se lembrar de que Yeshua é judeu, e que um judeu morreu por brasileiros, árabes, ingleses, etc, e que todas essas pessoas devem a Israel a sua lembrança, as suas orações, as suas homenagens. A pessoa ainda argumenta que é um desrespeito para com os inimigos dos judeus, ora, os inimigos dos judeus são inimigos do Eterno, portanto aqueles que eram inimigos de Israel, ao crer em Yeshua, o judeu, deve passar a amar Israel.


O governo de Israel está interessado no nosso dinheiro.

Não mais do que vocês estão interessados nos dízimos dos fiéis, que aliás é um dos mandamentos da Torah, que vocês dizem ter sido eliminada da vida do crente. Ou seja, isso é desonestidade, pois pregam uma coisa e vivem outra por causa da ganância.

Os que hasteiam a bandeira de Israel deveriam hastear as bandeiras de nossos irmãos árabes, pois que eles também são descendentes de Abraão e abençoados por Deus; e dos palestinos, pois que existem tantos irmãos na fé na faixa de Gaza...

Yeshua é árabe ? É palestino (que aliás os palestinos deixaram de existir há muitos séculos) ? Não, é judeu, é Israel, e por ser o Rei de Israel, representa o próprio Israel.

Não estou afirmando que não se deve orar por Jerusalém nem deixar de amar nossos irmãos judeus

Como eu disse, mais sintomas de doenças mentais, pois logo acima ele disse outra coisa...

Agora, os que querem ser cristãos messiânicos que cumpram os requisitos da lei como festas, circuncisão, guarda do sábado e que mudem de nacionalidade.

Nacionalidade ?! O que tem a ver ??? Mais uma vez irmãos, a ignorância sendo demonstrada de forma explícita... a pessoa continua confundindo israelense com israelita, chamando urubu de "meu louro" e guia de "Pedrão".... no mais, temos feito isso tudo mesmo, Baruch haShem !!!

Depois que o evangelho chegou a Antioquia, os gentios acataram a mensagem de salvação e constituíram a primeira igreja gentílica, isto é, sem a presença dos da raça judaica.

Foi quando o cristianismo foi criado, e os desvios começaram...

E o assunto não se esgota aqui.

Realmente, enquanto houver pessoas tão ignorantes a esse ponto, esse assunto não se esgotará.... só tenham cuidado porque não podemos ficar muito tempo parados junto com vocês, devemos caminhar para frente, para o Mashiach, e vocês podem acabar ficando no escuro......

Shalom

"Assim diz o Senhor dos exércitos: Naquele dia sucederá que dez homens, de nações de todas as línguas, pegarão na orla das vestes de um judeu, dizendo: Iremos convosco, porque temos ouvido que D-us está convosco."

Zecharyah 8.23

9 comentários:

allabatera disse...

É, irmão Shomer, eis uma das razões pelos quais a igreja gentílica se corrompeu: trocou toda a tradição semita, junto com o amor aos judeus, e engoliu (engole) as excrecências greco-romanas! E ainda dizem q o apóstolo Shaul foi anti-Torá! Anti-Torá é o corrompido verso 14 de Revelação 22 q reza na maioria das traduções bíblicas cristãs!!!

Esse povo tem q ler mais a Bíblia, não ficar esperando chegar a "verdade" mastigada dos lábios de pastores como esse aí. vão continuar esperando Deus "mexer com a estrutura" deles, kkkkk.

Shlama lokhum, akhi!!! E q Ele continue sobre sua vida!

thales disse...

Infelizmente, acho que o autor do texto não pensou bem antes de escrever aquelas sandices (por isso Shomer achar que ele é doido,kkk). Não que ele seja louco de verdade, mas escreveu mas com vaidade e soberba do que com conhecimento a respeito do povo de Israel e seu relacionamente com o Eterno. A falta desse conhecimento é gritante no meio cristão infelizmente.
Que o Eterno possa nos ajudar a mudar essa situação.
Shalom.

pastor joao disse...

Achei seus comentários sobre meu artigo muito chulos e impróprios - você, ao que parece, não tem capacidade teológica alguma. Tudo bem que já tnha sido circuncidado na carne do prepúcio, mas não no coração; tudo bem que guarde o sábado e toda a lei fielmente - não deixando cair sequer um item, e deve estar disposto a matar em nome da Lei. Mas, convenhamos, vou responder em meu site a cada uma das palavras chulas com as quais você me tratou. E neste país existe justiça e leis para julgar entre nós.

Pastor João

haTalmid disse...

Pastor,

Sabe o que é chulo ? É dizer que o Estado de Israel só está interessado no dinheiro das pessoas, um triste e preconceituoso comentário, fruto de uma total cegueira espiritual e de uma alma sem um mínimo de bom caráter... é contrariar as escrituras como o Sr. fez sem nenhum conhecimento a respeito das mesmas, isso é chulo e impróprio. Como um líder espiritual que o Sr. é, deveria guiar seu rebanho de forma mais correta ao invés de incitar o ódio contra o povo judeu e contra os mandamentos que saíram da boca do Eterno.

Eu professo o judaísmo, e creio em Yeshua, eu cumpro a Torah do Eterno, e caso eu tropece em algum mandamento, eu tenho um advogado que intercederá por mim: Yeshua, o judeu, rabino, fariseu, o Mashiach, aquele que disse que quem cumprisse os mandamentos e assim ensinasse os homens, será considerado grande no Reino dos Céus, mas quem não o cumprisse e assim ensinasse os homens, será considerado o menor no Reino dos Céus, aquele que explicou a Torah, para que nós, os judeus, a cumpríssemos da forma correta.

"Pois dou-vos bom ensinamento; não abandoneis a minha Torah."

Provérbios 4.2

Shabat shalom

FKC disse...

shalom!
Realmente o pastor João não compreendeu o Rav. Sha´ul.Mais isso é normal entre os protestantes e principalmente entre os petencostais.Para entender a bri´t chadashá é necessário compreensão dos targuns, da peshitta e conhecer fundamentalmente a assencia do pensamento judaico.É impossivel você entender o pensamento judaico sob a pespectiva do mundo ocidental,principalmente em se tratando do mundo grego-romano.O erro do protestantismo é continuar seguindo as traduções da vulgata e a infinidade de textos críticos que circulam pelo mundo ocidental.

FKC disse...

Mateus(Mattityahu 7;21-23)
Lo kol haomer li Adonai! Adonai! Yikanes lemalkut hashamayim ela haoseh ET retzon avi shebashamayim
Nem todos que dizem para mim S´nhor! S´nhor! Entrará no reino dos céus; mas aquele que faz a vontade de meu pai que esta nos céus.
Rabim yomrû elai bayom hahu Adonai! Adonai! Halô beshimchá nibenû ubeshimchá
Gerashnû shedim ubeshimchá asiynû niflaot rabot.
Muitos me dirão naquele dia: S´nhor! S´nhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
Az odia lahem meolam lo hikartei etkhem surû mimenei osei reshaa(haavon(aven)).
Então direi para eles abertamente: Não vos conheço, apartai-vos de mim vós que praticais o pecado (QUE NÃO CUMPRE A LEI)

Obs: “Pecado na escritura esta associado à transgressão da Torah; isto é a violação dos mandamentos; Então a palavra que mais define essa violação é a palavra hebraica (Avon (Aven) – iniqüidade)”

Vejas o que diz David haMelek em Tehillim 6-8 (Y´shua diz a mesma coisa que David)
Surû mimenei kol poalei Avon (Aven) ki shamá HASHEM kol bekhyi
Afastai-vos de mim vós que praticais a iniqüidade, Porque O Eterno já ouviu a voz do meu pranto

Portanto Pastor João que o irmão possa refletir um pouco os seus conceitos a respeito do que realmente é importante; se é o cumprimento da palavra De D-us ou a rejeição daquilo que foi estabelecido antes mesmo da criação do universo.

Neshikot lekulam!
Shabat Shalom!

Washington disse...

Sou Evangélico da Igreja Congregacional de Bento Ribeiro - RJ. O Judaismo tem os Rabinos assim como a Igreja Evangélica tem os pastores e existem maus pastores e rabinos. O que aquele pastor escreveu nada tem a ver com a Palavra de Deus que tem capacidade de analisar percebe que podem tranquilamente continuar com as tradições judaicas e crer em Jesus. Mas tão ignorante como o Pastor João é o comentário do Allabatera. Sou adminirador do judaismo mas não o sigo pois não nasci nesta cultura até porque posso crer no vt e no nt sem ofender ao Senhor nosso Deus.
P.S. Nada temos a ver com a Igreja Católica e sim com a Bíblia.

Marcelo Hagah disse...

Bom, eu amo Israel. E ore por esse país e o seu povo. Glória a Deus pelos judeus messiânicos.

Mas, como o véu do santuário se rasgou (foi rasgado por Deus), não há mais separação entre judeus e gentios. E as mulheres, bem, as mulheres podem ser pastoras como também os homens, assim o creio. O que me diz o irmão messiânico?

Shalom.

Marcelo Hagah
João Pessoa-PB
http://hagah72.blogspot.com

Marcelo Hagah disse...

Concordo com Washington. Igreja Católica, o que é isso? Outra religião. Politeísta, adoradora de uma deusa-mãe, não tem nada que ver com os evangélicos. Seguimos a Bíblia e respeitamos a todo o que abrir a Bíblia e conosco quiser debater, desde que respeite a Bíblia e nela dê crédito.

Marcelo Hagah
João Pessoa-PB
http://hagah72.blogspot.com